Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Holocausto: Laszlo Csatary em prisão domiciliária

Lusa

  • 333

Budapeste, 18 jul (Lusa) -- O criminoso de guerra nazi húngaro Laszlo Csatary, 97 anos, vai ficar sob regime de prisão domiciliária depois de ter sido acusado de crimes de guerra pelo Tribunal Militar da Hungria.

Csatary, "foi acusado de colaboração na organização da deportação de 15.700 judeus húngaros para o complexo de Auschwitz, na Polónia, entre 1941 e 1944", durante a Segunda Guerra Mundial, disse à agência AFP o advogado de defesa, Gabor Horvath, adiantando que Laszlo Csatary já se declarou "não culpado" dos crimes de que é acusado.

A ordem do juiz do tribunal militar determina que Csatary fica sob regime de prisão domiciliária durante os próximos 30 dias, com o passaporte apreendido.