Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Halliburton admite ter destruído provas sobre derrame de petróleo no golfo do México

Lusa

  • 333

Nova Iorque, 26 jul (Lusa) - A multinacional norte-americana Halliburton admitiu hoje que destruiu provas relacionadas com o derrame de petróleo no Golfo do México, em 2010, o pior desastre ambiental da história dos Estados Unidos.

De acordo com um comunicado do Departamento de Justiça dos EUA, a companhia energética concordou em dar-se como culpa de conduta criminosa que ocorreu durante a investigação ao acidente que causou a morte a nove pessoas no seguimento de um derrame que acabou por espalhar o equivalente a quase 5 milhões de barris no Golfo do México ao longo de três meses.

O acidente obrigou o dono da obra, a BP, a pagar milhares de milhões de dólares em indemnizações e gastos com a limpeza do local, depois de ter subcontratado uma parte da exploração petrolífera à Halliburton Energy Services, que já tinha sido acusada pela empresa britânica de ter destruído provas.