Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Haiti: Cerca de 400 mil pessoas permanecem em campos de deslocados dois anos depois do sismo - OIM

Lusa

  • 333

Porto Príncipe, 27 jun (Lusa) -- Cerca de 400 mil pessoas continuam a viver em campos de deslocados no Haiti dois anos depois do sismo, informou na terça-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

O sismo de 12 de janeiro de 2010 causou mais de 300 mil mortos, de acordo com o Governo haitiano e 1,5 milhões de pessoas foram afetadas, a maioria das quais instalaram-se em acampamentos improvisados.

Esse número foi reduzido em 75 por cento, de acordo com um comunicado da OIM, cujo diretor, William Lacy, apelou à redução do número de campos disponíveis, que atualmente ascende a 575.