Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Guimarães2012: "O Estado tem de se sentar à mesa com a Câmara de Guimarães"- João Serra

Lusa

  • 333

Guimarães, 16 dez (Lusa) -- O presidente da Fundação Cidade Guimarães (FCG), João Serra, considera que o Estado deve financiar as estruturas que ficam da Capital Europeia da Cultura (CEC) e desafiou o secretário de Estado da Cultura para debater o impacto de 2012.

João Serra, responsável máximo pela entidade organizadora da CEC, acompanha o presidente da Câmara de Guimarães, António Magalhães, na reivindicação de que estruturas como a Plataforma das Artes e da Criatividade possam vir a receber um apoio do Estado semelhante ao que usufruem entidades como o Museu de Serralves, no Porto, ou Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

"O Estado central tem de se sentar à mesa com a Câmara de Guimarães", afirmou João Serra, em entrevista à agência Lusa, considerando que a cidade "fica com mais encargos, mas também com mais possibilidades" e que "há muitas formas de o Estado fazer esse apoio".