Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Guiana Francesa: Suspeitos da morte de militares franceses confessam -- polícia brasileira

Lusa

  • 333

Brasília, 29 jul (Lusa) -- Os suspeitos do homicídio de dois militares franceses, mortos a 27 de junho na sequência de uma operação contra garimpeiros clandestinos na Guiana Francesa, confessaram o crime, informou, este sábado, a polícia brasileira.

Os suspeitos, identificados como Manoel Ferreira Moura e Ronaldo Silva Lima, "admitiram a sua participação na morte de Sebastien Pissot e Stephane Moralia", mortos numa operação contra garimpeiros ilegais de ouro na região de Dorlin (oeste), no município de Maripasoula.

Manoel Ferreira Moura, 25 anos, ou "Manoelzinho", apontado como o líder de uma violenta quadrilha e Ronaldo Silva Lima, ou "o Brabo", foram detidos na última sexta-feira, em Macapá, capital do estado de Amapá (norte) - que faz fronteira com a Guiana Francesa -, indicou a polícia brasileira.