Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Guardas prisionais alertam para cadeias sobrelotadas

Lusa

  • 333

Lisboa, 16 mai (Lusa) -- O Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional advertiu hoje para a situação que se vive nas cadeias, alegando que estão sobrelotadas e com reclusos jovens, ao contrário dos guardas, que são cada vez menos e mais velhos.

O alerta do sindicato foi feito durante a vigília que hoje está a decorrer frente ao Ministério da Justiça, onde mais de uma centena de guardas prisionais protestam contra o impasse nas negociações com o Governo, sobre o estatuto profissional.

Em declarações à agência Lusa, o presidente do sindicato, Jorge Alves, explicou a importância do corpo da guarda prisional ter um novo estatuto profissional, considerando que sem este documento há uma "estagnação na carreira", uma vez que são precisos novos guardas.