Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Grupo Urbanos interessada na privatização dos CTT oferece entre 500 e 600 ME - presidente

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 out (Lusa) -- A Urbanos vai concorrer à privatização dos CTT -- Correios de Portugal e propõe pagar entre 500 e 600 milhões de euros pela totalidade da empresa, disse hoje à Lusa o presidente do Grupo.

Alfredo Casimiro avançou que o Grupo Urbanos tem como parceiro a Shuaa Capital (banco de investimento com base no Dubai), com o qual está a trabalhar "em várias áreas, nomeadamente a aeronáutica e a logística", na sequência de um memorando de entendimento assinado em dezembro de 2012.

O presidente do grupo adiantou que, no dia 24 de setembro, "foi entregue à Parpública, via Caixa BI e JP Morgan, uma carta de intenções não vinculativa", na qual a Urbanos e a Shuaa Capital apresentam três cenários para a privatização: uma Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla inglesa), a aquisição de 100% da empresa e a possibilidade de o Estado ficar com uma "participação mínima, na casa dos 20%".