Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Grupo ligado à Al-Qaida reivindicou morte de 48 soldados sírios no Iraque

Lusa

  • 333

Bagdade, 11 mar (Lusa) -- O estado Islâmico no Iraque (ISI), braço da Al-Qaida no país, reivindicou hoje a emboscada que resultou na morte de 48 soldados sírios e nove guardas iraquianos em al-Anbar na semana passada, refere um comunicado publicado em fóruns jihadistas na internet.

Os soldados sírios tinham entrado no Iraque para receber tratamento médico e estavam a ser transportados através da província de al-Anbar, no oeste do Iraque, no regresso para a Síria, quando ocorreu o ataque a 04 de março, segundo o Ministério da Defesa iraquiano.

O ataque foi perpetrado por homens armados, que atacaram a coluna automóvel de ambos os lados com morteiros, armas automáticas e minas, provocando a morte dos soldados sírios e guardas iraquianos.