Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Grupo islamita que atacou na Argélia reivindica ter 7 ocidentais como reféns

Lusa

  • 333

Nouakchott, 18 jan (Lusa) -- O grupo salafista que assaltou uma unidade de gás no sudeste argelino e sequestrou centenas de trabalhadores, argelinos e estrangeiros, disse hoje que tem sete cidadãos ocidentais cativos, informou a agência noticiosa mauritana privada ANI.

A ANI, que tem divulgado as posições dos salafistas desde o início, cita Abu Dujana, chefe do 'comando' assaltante, pertencente a um grupo de combatentes liderado por Mojtar Belmojtar, que entrou em dissidência com a Al-Qaeda do Magrebe Islâmico.

Dujana afirmou que os assaltantes eram 40, sem especificar quantos são agora, e que entraram no dia do ataque [quarta-feira] na Argélia a partir do Níger.