Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Grupo dissidente cubano denuncia aumento das detenções políticas em maio

Lusa

  • 333

Havana, 06 jun (Lusa) -- A Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional denunciou na quarta-feira que, em maio, foram registadas, pelo menos, 375 detenções temporárias por razões políticas em Cuba, o que constatou tratar-se de um "aumento moderado" face a abril.

No seu relatório mensal sobre a repressão política na ilha, a comissão liderada pelo ativista Elizardo Sánchez salientou que, em maio, confirmou-se a "tendência dominante" na ilha quanto ao "número elevado de pessoas afetadas por esta forma de repressão".

De acordo com a mesma organização, em abril foram registadas 366 detenções políticas em Cuba.