Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Grupo de esquerda radical reivindica ataque à embaixada dos EUA na Turquia

Lusa

  • 333

Ancara, 02 fev (Lusa) -- Um grupo de extrema-esquerda turco reivindicou hoje o atentado suicida de sexta-feira contra a embaixada dos Estados Unidos em Ancara, que fez dois mortos, incluindo o bombista, e três feridos.

Num comunicado divulgado na internet, a Frente de Libertação Popular Revolucionária (DHKP-C), à qual as autoridades turcas já tinham atribuído o ataque, acusa os Estados Unidos de serem "os assassinos do mundo".

O 'site' mostra duas fotografias do bombista suicida, identificado pelas autoridades como Ecevit Alisan Sanli, posando com um cinto de explosivos e uma metralhadora em frente de uma bandeira do movimento.