Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Greve geral: Protesto é "grito de insubmissão" em tempo de "tolerância zero" - Carlos Silva

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 jun (Lusa) -- O secretário-geral da UGT, Carlos Silva, considera que a greve geral é um "grito de insubmissão" perante as políticas de austeridade impostas, numa altura de "tolerância zero" para com o Governo.

"O que a UGT tem vindo a fazer enquanto parceiro social é, gradualmente, percorrer os degraus que nos levam a um determinado patamar e, com a greve geral, esse patamar é atingido. Tolerância para a negociação há sempre, mas a tolerância em relação a estas políticas de austeridade é zero", disse Carlos Silva em entrevista à Lusa.

Em vésperas de uma greve geral, na qual UGT e CGTP protestam em conjunto, o sindicalista afirmou que "o dia 27 é o dia de um grito de insubmissão às políticas de austeridade", mas também "o último momento que o movimento sindical tem para dizer basta a quem nos governa".