Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Greve da Guarda Prisional obriga a adiar julgamento de alegado violador

Lusa

  • 333

Ílhavo, 22 mai (Lusa) - A greve dos guardas prisionais obrigou hoje o Tribunal de Ílhavo a adiar o início do julgamento de um homem acusado de dois crimes de violação, um dos quais na forma tentada.

Em resultado da paralisação dos guardas, a Direção-Geral dos Serviços Prisionais não conseguiu assegurar a condução ao tribunal do arguido, de 34 anos, que se encontra em prisão preventiva.

O julgamento agora adiado diz respeito a um caso de uma violação e uma tentativa de violação de duas jovens de 13 e 15 anos, que terá ocorrido em agosto do ano passado, na praia da Barra, em Ílhavo.