Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Gravuras rupestres do Outeiro dos Riscos vão ser classificadas como Sítio de Interesse Público

Lusa

  • 333

Redação, 21 nov (Lusa) - As gravuras rupestres do Outeiro dos Riscos, em Vale de Cambra, foram hoje anunciadas em Diário da República como Sítio de Interesse Público, cuja condição física atual deverá ser preservada e permitir apenas ações de observação, investigação ou valorização.

Isabel Cordeiro, diretora-geral do Património Cultural, declara no despacho que, tendo por base o parecer positivo da Secção do Património Arquitetónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura, irá agora propor à respetiva Secretaria de Estado a classificação das gravuras do Lugar da Espirra Velha, na freguesia de Cepelos.

Para o local em questão, que se destaca por uma série de gravuras circulares de formas concêntricas escavadas num plano de rocha quase vertical e datadas da Idade do Bronze (há cerca de 5.000 anos), ficam assim definidos dois níveis de proteção distintos: para a zona dos penedos com gravuras está proibido qualquer tipo de edificação; na zona envolvente, apontada como "de elevada sensibilidade arqueológica", também só são admitidas "intervenções de investigação ou valorização", recomendando-se, aliás, a sua "preservação integral".