Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo/2 anos: Crise política em Portugal não seria "tão grave quanto isso" - IMF

Lusa

  • 333

Porto, 05 jun (Lusa) -- O economista Filipe Garcia desdramatiza os efeitos de uma eventual crise política em Portugal, considerando que o país é visto como "alinhado" na Europa e que, "no essencial", o plano de ajustamento seria mantido por um novo Governo.

"Portugal tem sido visto como um país alinhado no sentido do plano de austeridade e da intervenção a que se sujeitou e não creio que uma crise política nos trará tantas diferenças quanto isso", sustentou o presidente da IMF - Informação de Mercados Financeiros em declarações à agência Lusa.

Para Filipe Garcia, a tão falada crise política dentro da coligação não tem que ser encarada como algo de "obrigatoriamente negativo", já que "é perfeitamente saudável" perceber que há "visões diferentes" no Governo sobre como atingir os objetivos definidos.