Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo tem de dizer à troika que povo português não suporta mais sacrifícios -- Cáritas

Lusa

  • 333

Redação, 26 fev (Lusa) - O presidente da Cáritas Portuguesa afirmou hoje à agência Lusa que o Governo tem de dizer à troika que "o povo português não pode suportar mais sacrifícios" e que é urgente a criação de postos de trabalho em Portugal.

No momento em que decorre a sétima avaliação trimestral do Banco Central Europeu, Comissão Europeia e Fundo Monetário Internacional ao programa de assistência financeira a Portugal, que começou na segunda-feira, Eugénio Fonseca defendeu que o comportamento do Governo devia ser "mais afirmativo" junto da troika.

"Os nossos governantes, porque são representantes do povo e estão lá nessa condição, que façam sentir à troika que se há ainda que recuperar mais receita, então que a procurem aplicando princípios de equidade que, até agora, não têm sido evidentes", sustentou.