Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo reconhece que mudança nas Finanças atrasou negociações com a Lusa

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 out (Lusa) - O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional reconheceu hoje que a mudança de tutela no Tesouro atrasou as negociações com a Agência Lusa no sentido de se encontrar uma solução amigável para um conjunto de casos que estão em tribunal.

Miguel Poiares Maduro sublinhou, no entanto, que, caso não sejam encontradas soluções amigáveis, os processos "continuam a decorrer", afirmou o governante que tem a pasta da comunicação social perante os deputados da Comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação.

O ministro referia-se a um processo que corre nos tribunais - para o qual a Lusa propôs a criação de uma convenção de arbitragem -, em que a agência de notícias considera ser titular de créditos sobre o Estado Português vencidos e não pagos na ordem de quase dois milhões de euros, sem juros.