Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo quer consenso com parceiros sociais e 'troika' sobre compensações por despedimento -- Marques Guedes

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 jan (Lusa) - O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros afirmou hoje que o Governo continua empenhado em alcançar o maior consenso possível sobre as compensações por despedimento, que inclua os parceiros sociais e a 'troika'.

Em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, Luís Marques Guedes alegou que "não houve nenhum consenso em concertação social" sobre esta matéria e que foi "precisamente por não ter sido possível atingir-se um consenso até ao final do ano que o Governo teve de apresentar na Assembleia da República a proposta que cumpre a orientação que está nos compromissos dos memorandos" quanto à redução das compensações por despedimento.

"O Governo mantém, no processo legislativo na Assembleia da República que agora se inicia, toda a abertura para continuar, em consonância com os parceiros e com as instâncias da 'troika', a tentar encontrar o máximo consenso possível em torno da solução final", afirmou o secretário de Estado da Presidência.