Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo quer avaliações para "ir ao bolso" dos professores - FENPROF

Lusa

  • 333

Porto, 06 nov (Lusa) -- A Federação Nacional dos Professores (FENPROF) criticou hoje o despacho que fixa em 20 euros a inscrição nas avaliações dos professores, considerando que serve para o Governo "ir ao bolso" dos docentes e angariar "1,5 milhões de euros".

"O que o pagamento me faz lembrar é o tempo em que os condenados tinham de pagar a própria bala. Também agora se percebe por que quiseram que fossem todos os professores [contratados] a fazer a prova. Querem ir sacar dinheiro ao bolso das pessoas. É demais o que estão a fazer", destacou Mário Nogueira, secretário-geral da FENPROF, em declarações à Lusa.

O responsável sindical revelou ainda que a FENPROF pretende avançar com "novas providências cautelares" para suspender o despacho do ministro da Educação que determina que os docentes não integrados na carreira docente, ou seja, os contratados, vão ser chamados para ser avaliados já a 18 de dezembro, tendo de pagar 20 euros pela inscrição na prova.