Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo quer aplicar "pelo menos" 1.500 ME em iniciativa europeia para financiar PME

Lusa

  • 333

Bruxelas, 25 out (Lusa)- O primeiro-ministro adiantou hoje que o Governo tenciona utilizar "pelo menos" 1500 milhões de euros do próximo quadro de fundos comunitários na iniciativa da Comissão Europeia e do Banco Europeu de Investimento para apoiar o financiamento da economia.

"No caso português, nós utilizámos cerca de 500 milhões de euros desses fundos no atual QREN e tencionamos pelo menos triplicar esse valor no próximo quadro, mas esse não é um valor ainda fechado. É muito provável, tal como tem vindo a ser noticiado, que no curto prazo haja desenvolvimento quanto à criação de uma instituição financeira especializada para tratar deste tipo de atividade no nosso país, essa instituição beneficiará da colaboração com congéneres europeias para conseguir alavancar fundos e conseguir uma multiplicação a partir dos meios de que dispomos", afirmou Pedro Passos Coelho.

Na conferência de imprensa no final do Conselho Europeu, Pedro Passos Coelho referiu que todos os líderes europeus reconheceram que "persistem problemas no financiamento da economia" e que na sessão de trabalho de hoje de manhã reafirmaram "a necessidade de multiplicar significativamente" os recursos da iniciativa da Comissão Europeia e do Banco Europeu de Investimento (BEI).