Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo: "Política de austeridade" defendida por Gaspar suscitou "frequentes protestos", diz Xinhua

Lusa

  • 333

Pequim, 02 jul (Lusa) - A agência noticiosa oficial chinesa Xinhua relatou hoje sem comentários a demissão do ministro português das Finanças, Vítor Gaspar, mas lembrou que a "dura política de austeridade" defendida pelo antigo governante suscitou "frequentes protestos" nas ruas.

Vítor Gaspar "é o segundo ministro da coligação (PSD/CDS) a demitir-se depois da saída de Miguel Relva, ministro dos Assuntos Parlamentares, na sequência de um escândalo relacionado como o seu diploma universitário", refere também a Xinhua numa notícia difundida hoje de madrugada (hora local).

Enquanto Gaspar ocupou a pasta das Finanças, "o governo português pôs em prática uma série de duras políticas de austeridade para obter o resgate de 78.000 milhões de euros da Troika formada pela União Europeia, o Fundo Monetário Internacional e o Banco Central Europeu", assinala a agência chinesa.