Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo "perdeu ano e meio" até tomar decisão sensata sobre RTP - António Pedro Vasconcelos

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jan (Lusa) - O realizador António Pedro Vasconcelos, um dos rostos do manifesto contra a privatização da RTP, lamentou hoje o "ano e meio" que o Governo perdeu até tomar a "única atitude sensata" sobre a estação, não a privatizando para já.

"A não privatização é a única atitude sensata, por razões mais que óbvias. O que é pena é que o Governo tenha levado um ano e meio a decidir uma coisa óbvia", disse o cineasta à agência Lusa, no dia em que o ministro da tutela, Miguel Relvas, confirmou o adiamento da privatização da RTP, ao mesmo tempo que afirmou que a reestruturação da empresa, um processo que será "muito exigente e doloroso", vai custar 42 milhões de euros.

António Pedro Vasconcelos teme, contudo, que a reestruturação da RTP seja um "eufemismo para despedimentos" de trabalhadores, já depois da "degradação visível" na estação pública, em virtude das incertezas e dúvidas em torno do seu futuro.