Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo norte-americano evitar comentar origem chinesa de ciberataques contra o país

Lusa

  • 333

Washington, 20 fev (Lusa) -- O governo norte-americano evitou terça-feira comentar informações que situam na China, numa unidade do Exército, boa parte dos ciberataques contra o país, mas sublinhou a necessidade de aumentar o diálogo com Pequim sobre a matéria.

A Casa Branca e o Departamento de Estado recusaram abordar o tema ou revelar possíveis medidas a tomar com as informações contidas no relatório da empresa norte-americana Mandiant por se tratar de informação de "inteligência".

"Não tenho comentários sofre as informações nem sobre as acusações especificas, mas temo manifestado repetidamente as nossas preocupações sobre o roubo cibernético através de um alto patamar do Governo chinês, incluindo o Exército, e continuaremos a fazê-lo", disse Jay Carney, porta-voz da Casa Branca.