Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo neozelandês assume gestão da crise dos laticínios contaminados da Fonterra

Lusa

  • 333

Sydney, Ausatrália, 06 ago (Lusa) -- O governo da Nova Zelândia enviou hoje agentes às unidades de produção do gigante de produtos lácteos Fonterra, para gerir a crise no grupo, após a descoberta em vários lotes de bactérias que podem causar botulismo, noticia a AFP.

O envolvimento do estado numa crise privada é raro, reconheceu o ministro do Desenvolvimento Económico, Stephen Joyce, mas é necessária para o restabelecimento da confiança dos consumidores em todo o mundo nos produtos lácteos neozelandeses, que respondem por um quarto das exportações do país.

Questionado hoje pela Rádio Nova Zelândia, o ministro disse que as informações fornecidas pela Fonterra no início do caso -- vindo a público no fim de semana, mas relacionado com a contaminação de maio de 2012 -- provaram ser falsas, resultando na emissão de recomendações contraditórias.