Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo não vai conseguir dividir portugueses entre público e privado -- João Semedo

Lusa

  • 333

Porto, 18 mai (Lusa) -- O coordenador do Bloco de Esquerda disse hoje que o Governo não vai conseguir dividir os portugueses entre funcionários públicos e trabalhadores do setor privado, por existir a perceção de que todos são afetados pelos cortes.

O jornal Expresso noticiou hoje que o ajustamento da política de remunerações dos funcionários públicos, decorrente das negociações com a "troika" (Banco Central Europeu, Comissão Europeia e Fundo Monetário Internacional), implica um corte médio de 4% nos salários dos trabalhadores do Estado.

Em declarações aos jornalistas antes da apresentação pública de José Soeiro como candidato à Câmara Municipal do Porto, o dirigente do Bloco de Esquerda João Semedo afirmou que não vão ser "apenas os funcionários públicos os prejudicados por esta medida", lembrando outras medidas que vieram a atingir "todos os portugueses, fossem funcionários públicos fossem trabalhadores do setor privado".