Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo moçambicano investiga alegada comercialização de "gasolina contaminada"

Lusa

  • 333

Maputo, 24 out (Lusa) - O Governo moçambicano admitiu hoje que uma avaria em série de carros na cidade de Maputo pode estar relacionada com a comercialização de "gasolina sem especificações", anunciando a contratação de uma empresa para examinar o combustível.

Na semana passada, vários automobilistas queixaram-se à comunicação social de que os seus veículos, maioritariamente de marcas como Mercedes-Benz, Audi, Ranger Rover, Ford e Toyota, avariaram logo após terem sido abastecidos com combustível em estações de serviço da capital moçambicana, relacionando a situação com a venda de "gasolina contaminada".

Reagindo a esses relatos, o Ministério da Energia emitiu um comunicado em que aponta a comercialização de "gasolina sem especificações" como provável causa do problema.