Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo manda CGD aumentar crédito às empresas em 2.500 ME até 2015

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 mai (Lusa) -- A 'Carta Missão' que o Governo entregou hoje à CGD diz que o banco público deve, até 2015, aumentar em 2.500 milhões de euros o crédito a empresas, sobretudo às PME exportadoras, embora sem descuidar o risco.

O conteúdo do documento dirigido ao presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), José de Matos, confirma o que o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, tinha anunciado em abril, de que o Governo ia pedir ao banco público um aumento do crédito às empresas, e que também consta do plano para o crescimento económico até 2020, apresentado pelo executivo.

"Assim, ao longo do triénio 2013-2015 o valor agregado de crédito a empresas não financeiras -- excluindo o setor da construção e promoção imobiliária, bem como as empresas públicas fora do perímetro de consolidação -- deve aumentar em cerca de 2.500 milhões de euros", lê-se na carta assinada pelo ministro das Finanças, Vítor Gaspar, disponibilizada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).