Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo: Falta de mandato para concluir "atempadamente" 7.ª avaliação não permite continuar - Vítor Gaspar

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 jul (Lusa) - O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, que pediu hoje a demissão, disse que a falta de "mandato claro" para concluir atempadamente a sétima avaliação não lhe permite continuar no cargo.

Na carta enviada hoje ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, onde pede a demissão do cargo, Vítor Gaspar relembra que "apenas após o Conselho de Ministros extraordinário de 12 de maio" recebeu "um mandato claro do Governo que permitisse a conclusão do sétimo exame regular (o que aconteceu imediatamente a seguir, a 13 de maio)".

A 12 de maio, o Conselho de Ministros reuniu-se para confirmar as condições necessárias ao fecho da sétima avaliação. Do encontro, saiu apenas um comunicado dando conta de que o objetivo era que o então ministro das Finanças, Vítor Gaspar, pudesse levar as suas conclusões às reuniões que teria no dia seguinte em Bruxelas, do ECOFIN e do Eurogrupo.