Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo dos Açores recusa que sejam dirigentes administrativos a decidir horas de trabalho

Lusa

  • 333

Praia da Vitória, 08 ago (Lusa) - O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, anunciou hoje que o executivo açoriano não vai deixar a cargo dos dirigentes administrativos a decisão de alargar ou não o horário de trabalho na função pública.

"Pior do que ter 40 horas é deixar à discricionariedade de dirigentes da administração se, caso a caso, em relação aos trabalhadores, concedem ou não concedem essa famosa dispensa, permitindo que não haja aqui um critério legal, uniforme e geral para todos os trabalhadores da função pública", salientou.

Vasco Cordeiro falava à margem da inauguração do Centro de Formação do Belo Jardim na Praia da Vitória, na ilha Terceira, quando questionado pelos jornalistas sobre a solução encontrada pelo homólogo da Madeira, para evitar a aplicação da legislação nacional, que alarga o horário de trabalho na função pública de 35 para 40 horas semanais.