Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo da Venezuela acusa "guerra psicológica mediática" em torno da saúde de Chávez

Lusa

  • 333

Caracas, 04 jan (Lusa) -- O governo venezuelano acusou a imprensa internacional de travar uma "guerra psicológica mediática" em torno do estado de saúde do Presidente Hugo Chávez para "destabilizar" o país, num comunicado emitido na noite de quinta-feira.

Hugo Chávez foi submetido a nova cirurgia contra o cancro a 11 de dezembro na capital cubana de Havana, onde continua internado há três semanas e sofreu complicações de uma "grave infeção pulmonar", que o deixou com uma "insuficiência respiratória", segundo a informação oficial divulgada.

O governo "adverte o povo venezuelano sobre a guerra psicológica que a rede mediática transnacional gerou em torno da saúde do chefe de Estado, com objetivo final de destabilizar" a Venezuela, indica o comunicado lido pelo ministro da Informação, Ernesto Villegas, e difundido nos órgãos de comunicação oficiais venezuelanos.