Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo da Tailândia e grupos separatistas iniciam negociações para acabar com violência

Lusa

  • 333

Banguecoque, 28 mar (Lusa) - O governo da Tailândia e vários grupos rebeldes separatistas da região muçulmana do sul iniciaram hoje conversações com vista a colocar um ponto final na violência na conflituosa zona que já causou 5.300 mortos desde 2004.

Esta primeira ronda de negociações teve início poucas horas depois de três soldados tailandeses terem sido mortos e de outros cinco feridos na explosão de um bomba, à passagem da viatura em que seguiam numa estrada na província de Narathiwat, a mil quilómetros a sul de Banguecoque, junto à fronteira com a Malásia.

O chefe do comando militar regional, o general Udomchai Thammasarorat, disse aos jornalistas que o ataque foi perpetrado por militantes de um dos grupos insurgentes, com a intenção de desacreditar as organizações rebeldes que participam na ronda de negociações.