Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo confirma que homem morto na Suécia é emigrante português

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 mai (Lusa) -- O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, confirmou hoje que o homem morto a 12 de maio na Suécia é o português Lenine Martins Relvas, acrescentando que a polícia está ainda a investigar as circunstâncias da morte.

Em declarações à agência Lusa, José Cesário disse que a polícia sueca confirmou que "o homem que foi morto a 12 de maio é Lenine Relvas Martins", um português, que vivia na Suécia desde 1975, para onde emigrou como torneiro mecânico, e que era casado com uma sueca de origem finlandesa.

O português terá sido alegadamente morto pela polícia sueca e o incidente terá estado na origem dos tumultos que abalaram os arredores de Estocolmo na semana passada.