Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo autoriza 600 trabalhadores que vão sair do BCP a receberem subsídio de desemprego

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 jan (Lusa) -- O BCP já recebeu do Ministério da Economia o estatuto de "empresa em reestruturação", o que permitirá à totalidade dos 600 trabalhadores que saírem do banco através de rescisões amigáveis aceder ao subsídio de desemprego.

A informação foi prestada à Lusa por fonte oficial do gabinete do ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, que acrescentou que o banco foi informado da decisão no final de dezembro.

A decisão do secretário de Estado do Emprego, Pedro Martins, foi tomada depois de auscultadas várias entidades (IAPMEI - Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, Instituto da Segurança Social e parceiros sociais), que deram pareceres favoráveis, disse a mesma fonte.