Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo antecipa perda de 40 mil alunos pelas escolas até 2017/18

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 set (Lusa) -- O Ministério da Educação e Ciência anunciou na sexta-feira que prevê que as escolas do país venham a perder 40 mil alunos entre os anos letivos de 2011/12 e 2017/18, especialmente a partir de 2015/16.

De acordo com o artigo "Modelo de previsão do número de alunos em Portugal -- impacto do alargamento da escolaridade obrigatória" da Direção Geral de Estatística da Educação e Ciência (DGEEC), no ano letivo de 2011/12 estavam inscritos nos diferentes níveis de ensino cerca de 1,35 milhões de alunos.

"Apesar do sucesso das medidas que fomentam a manutenção dos jovens no sistema de ensino, as previsões apontam para um decréscimo cada vez mais acentuado à medida que o efeito de onda resultante do alargamento da escolaridade obrigatória for sendo sobreposto pela quebra de cerca de dez mil novos alunos à entrada, nos últimos cinco anos", explicou a DGEEC.