Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo angolano quer adesão de empresas a práticas ambientais saudáveis

Lusa

  • 333

Luanda, 31 mai (Lusa) - A ministra do Ambiente de Angola, Fátima Jardim, disse hoje em Luanda que pretende "com acções práticas" envolver diferentes actores, sobretudo o empresariado dos sectores da agricultura, pescas, transportes, energias renováveis e indústrias, na adaptação de práticas saudáveis.

A governante angolana manifestou esse desejo quando discursava na abertura da III Feira Internacional do Ambiente, Equipamentos, Serviços e Tecnologias Ambientais em que participam empresas portuguesas, além de outras brasileiras, chinesas, sul-africanas, nigerianas, espanholas, francesas e alemãs.

"Essas práticas saudáveis servem para a preservação do capital natural, dos serviços dos ecossistemas, para que a inovaçãotecnológica, a competitiva, a formação e capacitação criem novos empregos, que serão motores de desenvolvimento", referiu Fátima Jardim.