Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo angolano nega perseguição ao Islão

Lusa

  • 333

Luanda, 29 nov (Lusa) - O ministro das Relações Exteriores de Angola negou hoje em Luanda que o Governo esteja perseguir o Islão, por ter sido negada autorização de prática dessa religião a algumas denominações islâmicas.

Georges Chikoti, que estava acompanhado da ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, convocou hoje o corpo diplomático acreditado em Angola para esclarecimento de notícias sobre a perseguição do Governo angolano ao Islão.

"Não existe uma política do Governo de perseguir uma igreja ou uma religião e essa foi a interpretação feita pela comunidade islâmica que existe em Angola", disse o ministro, salientando que "o que aconteceu foi que existem igrejas ou comunidades muçulmanas que praticam ou em lugares impróprios ou que não foram devidamente autorizadas".