Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo: Agências noticiosas com interpretações divergentes do discurso de Cavaco Silva

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 jul (Lusa) -- A proposta do Presidente da República de um "compromisso de salvação nacional" entre PSD, PS e CDS e eleições antecipadas a partir de junho de 2014 mereceu diversas interpretações das principais agências internacionais.

Enquanto a francesa AFP interpretou a comunicação ao país de Cavaco Silva como "a aprovação da remodelação da atual coligação" no poder, ao destacar a frase presidencial "o atual governo tem toda a autoridade para exercer as suas funções", a sua congénere Efe indica que o chefe de Estado pediu um executivo de "salvação nacional".

Na interpretação da AFP, "a decisão significa, por agora, a sobrevivência do governo de centro-direita do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, após uma crise política que abalou os mercados mundiais devido aos receios de uma nova onda de instabilidade na periferia da zona euro com problemas de dívida".