Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governo acaba com dedução de 6% no preço de medicamentos em vigor desde 2010

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 fev (Lusa) -- O governo acabou com a dedução de seis por cento no preço de venda ao público máximo dos medicamentos, por considerar que esta não se justifica "dadas as alterações entretanto verificadas no regime de preços" dos fármacos.

De acordo com uma Portaria publicada na edição de hoje do Diário da República, que estabelece os países de referência e os prazos de revisão anual de preços de medicamentos para 2013, "não se justifica neste momento manter a dedução" aprovada em 2010.

A Portaria, agora revogada, definiu que os medicamentos comparticipados fossem dispensados nas farmácias com uma dedução de seis por cento no preço de venda ao público máximo autorizado.