Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Governante "respeita", mas considera "dispensáveis" taxas municipais turísticas

Lusa

  • 333

Aveiro, 22 abr (Lusa) - O secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, considerou hoje que, na situação que o país enfrenta, "são dispensáveis" novos custos de contexto para o setor, referindo-se às taxas municipais sobre as dormidas.

"Parece-me dispensável criar novos custos de contexto ao setor do turismo, na situação que o país enfrenta", disse Adolfo Mesquita Nunes, que está de visita a Aveiro, um dos municípios pioneiros na aplicação de taxas municipais sobre as pernoitas nas unidades hoteleiras.

A medida foi fortemente contestada pelos operadores turísticos e justificada pela autarquia com a necessidade de compensar os investimentos feitos pelo Município nos espaços públicos.