Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

GNR já fiscalizou cerca de 600 imigrantes a trabalhar na apanha da azeitona no Baixo Alentejo

Lusa

  • 333

Beja, 10 dez (Lusa) - A GNR já fiscalizou cerca de 600 imigrantes, a maioria romenos e ucranianos, a trabalhar na apanha da azeitona no Baixo Alentejo, na atual campanha olivícola, revelou hoje à agência Lusa fonte da força de segurança.

Os imigrantes fiscalizados, "a maioria romenos e ucranianos" e "cerca de duas dezenas de nepaleses", estavam "todos em situação regular" no país, precisou o tenente-coronel José Lopes dos Santos, do Comando Territorial de Beja da GNR.

Segundo o responsável, os imigrantes foram fiscalizados nas 25 ações que a GNR já realizou no âmbito da Operação "Azeitona Segura" 2012/2013, 22 só com efetivos da força de segurança e três em parceria com inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, da Autoridade para as Condições do Trabalho, da Segurança Social e da Autoridade Tributária e Aduaneira. No âmbito da operação, a GNR já deteve oito pessoas, em flagrante delito, por furto de azeitona num olival perto de Albernoa (Beja), tendo apreendido 1.105 quilogramas de azeitona, num valor estimado em 345 euros, e duas viaturas.