Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

GNR de Loures condenado por homicídio recorre para o Tribunal da Relação

Lusa

  • 333

Loures, 25 nov (Lusa) - A defesa do militar da GNR condenado a nove anos de prisão pela morte de um jovem durante uma perseguição policial após um assalto em Santo Antão do Tojal, em Loures, recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa.

Segundo o recurso - de 428 páginas -, a que a agência Lusa teve hoje acesso, "existem provas claras, que foram produzidas e examinadas em audiência, que impunham decisão diferente", acrescentando que "não existem provas que possam condenar o arguido por homicídio simples", pelo que, "não existe qualquer fundamento para a sua condenação".

Hugo Ernano foi condenado, a 24 de outubro, pelo Tribunal Criminal de Loures a nove anos de prisão e ao pagamento de uma indemnização de 80 mil euros à família do jovem, tendo a presidente do coletivo de juízes votado contra a decisão, que não foi unânime, mas sim maioritária.