Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Geota denuncia transporte de resíduos contaminados de obra da EDP para pedreira

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 nov (Lusa) -- O grupo ambientalista Geota denunciou hoje que a EDP enviou resíduos com elevado risco de contaminação de águas subterrâneas para uma pedreira nos arredores de Lisboa.

Em causa estão resíduos provenientes dos terrenos da construção da nova sede da empresa na avenida 24 de julho, em Lisboa, onde esteve instalada a primeira central termoelétrica da capital, no início do século XX.

Contactada pela Lusa, fonte da EDP afirmou que a empresa adjudicou ao consórcio Mota Engil/HCI a construção do seu edifício sede e que na altura em que as terras provenientes dessa obra foram transportadas e depositadas na pedreira "não havia conhecimento da presença da contaminação dos solos. "Só posteriormente foi detetada".