Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Galp Energia anuncia que vai abandonar poço de petróleo ao largo da Namíbia

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 mai (Lusa) - A Galp Energia anunciou hoje que a quantidade de petróleo encontrado no poço Wingat-1, ao largo da Namíbia, não é suficiente para comercializar, tendo a empresa decidido fechar e abandonar o local.

"O objetivo principal da perfuração deste poço era testar o potencial de recursos da plataforma carbonática de idade Albiana, que foi penetrada na profundidade planeada, mas a qualidade do seu reservatório está menos desenvolvida do que se esperava originalmente", refere a Gapl, num comunicado hoje divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O poço, cuja perfuração foi iniciada a 25 de março, chegou a uma profundidade de 5.000 metros, mais 873 do que o que estava planeado, "para testar a presença de reservatórios turbidíticos e recolher amostras da rocha geradora principal" e porque havia indícios de hidrocarbonetos desde os 1.500 metros.