Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

G-20: China quer que a cimeira esteja focada na economia e deixe de fora a Síria

Lusa

  • 333

Pequim, 11 jun (Lusa) -- A crise na Síria não deverá integrar a agenda da cimeira do G-20, no México, que deverá antes estar focada nas questões económicas mundiais, incluindo a situação europeia, defendeu hoje o vice-ministro chinês dos Negócios Estrangeiros.

Cui Tiankai salientou hoje em conferência de imprensa que, apesar de haver uma grande preocupação a nível global em relação à crise na Síria, a cimeira do G-20 não é o local apropriado para discutir o assunto.

"A situação na Síria é uma preocupação de todos a nível global, no entanto, o G-20 é uma plataforma para a governança económica global e até agora não temos visto questões políticas e de segurança na agenda do G-20", observou o responsável, considerando que este é o formato mais apropriado da cimeira.