Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Futebol/Crise: Ser agente é uma profissão de risco

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 jul (Lusa) - O presidente da Associação Nacional de Agentes de Futebol ( ANAF), Artur Fernandes, admitiu que os "empresários" atravessam uma "fase má" e que a crise económica e o desgaste fazem da atividade uma profissão de risco.

"Ser agente é hoje uma profissão de alto risco. Pode ser rentável para dois ou três por cento dos agentes. Uns 30 por cento sobrevivem e os restantes fecham portas ao final de um ou dois anos", afirmou Artur Fernandes, em declarações à agencia Lusa.

O presidente da ANAF reconhece que "a crise é geral, afeta todos os quadrantes económicos, e o futebol não é exceção". Reflexo disso, são as contratações a "custo zero" e outros negócios mais criativos.