Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Futebol: AF Lisboa quer maior intervenção estatal e federativa no apoio aos clubes

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 set (Lusa) - A Associação de Futebol de Lisboa (AFL) mostrou-se hoje preocupada com a debilidade financeira dos clubes das II e III divisões nacionais, sustentando que o Governo tem de avançar com o estatuto do "dirigente amador".

O presidente da AFL, Nuno Lobo, que falava durante a reunião que decorreu no auditório da sede do organismo lisboeta, salientou que o custo inerente à organização dos jogos de futebol está a levar à extinção dos clubes, dando como exemplo que cada encontro custa cerca de mil euros.

"O grande problema do futebol é o custo da estrutura. Ou seja, o custo da taxa de organização, arbitragem e policiamento. A estrutura federativa e associativa não pode deixar de olhar para estes clubes, que formam a totalidade dos jogadores que rendem tantas receitas para o futebol nos campeonatos da Europa e do Mundo. Não podemos ter estruturas ricas quando temos clubes falidos. Queremos ser uma voz incómoda nessa defesa", afirmou o dirigente.