Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fundações: Corte de 30% no apoio público não faz sentido - Fundação Vieira da Silva

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 set (Lusa) - A administração da Fundação Arpad Szenes Vieira da Silva considera que o corte de 30 por cento no apoio público "não faz sentido, face ao histórico da fundação e do museu" dedicado à obra da pintora.

Na terça-feira, o Governo publicou, em suplemento do Diário da República, a Resoluções do Conselho de Ministros com as propostas de decisão relativas ao censo realizado às fundações do país, num universo de 230 entidades avaliadas.

A Fundação Arpad Szenes Vieira da Silva foi incluída no conjunto de entidades às quais o Governo pretende cortar 30 por cento do financiamento público, a par de outras como a Fundação Casa da Música e a Fundação de Serralves, ambas no Porto, e a Fundação de Arte Moderna e Contemporânea --- Coleção Berardo, em Lisboa.