Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fundações: Carlos César mantém as que existem nos Açores, contra proposta do Governo da República

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 14 ago (Lusa) -- O presidente do Governo dos Açores, Carlos César, decidiu manter as fundações em atividade na região, os seus estatutos de utilidade pública e os apoios financeiros que lhes têm sido concedidos, contrariando a proposta do Governo da República.

A decisão consta de um despacho a que a Lusa teve acesso e já foi dada a conhecer ao executivo liderado por Pedro Passos Coelho, que tinha proposto a extinção da Fundação Gaspar Frutuoso, a redução dos apoios à Fundação José Cordeiro e o cancelamento do estatuto de utilidade pública da Fundação Rebikoff-Niggeler.

Carlos César determinou "a manutenção da Fundação Gaspar Frutuoso, a continuação dos apoios financeiros à Fundação Engenheiro José Cordeiro por parte da Região Autónoma dos Açores e a manutenção do estatuto de utilidade pública da Fundação Rebikoff-Niggeler".