Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Funcionárias acusadas de 17 crimes de maus tratos em lar ilegal de Benavente

Lusa

  • 333

Benavente, 19 jun (Lusa) - O Ministério Público (MP) acusou três mulheres de 17 crimes de maus tratos praticados, alegadamente, num lar ilegal de Benavente, que "não tinha as mínimas condições de higiene e segurança" e foi encerrado pelas autoridades em 2009.

Segundo o despacho de acusação, a que a agência Lusa teve hoje acesso, a proprietária, de 35 anos, e duas funcionárias, de 35 e 53 anos, mantiveram os idosos mal alimentados, algumas vezes "com fome", davam-lhes banho "uma ou duas vezes por semana", além de os medicamentos serem ministrados pelas arguidas "sem qualquer acompanhamento médico".

A 18 de fevereiro de 2009, todos os 18 utentes almoçaram "uma perna de peru assado no forno com massa esparguete, que foi ainda partilhado com as duas funcionárias". Naquele dia, frisa o MP, foi servido a seis dos ofendidos "um pedaço da perna de peru e da massa esparguete triturado com uma varinha", a que as arguidas "juntaram água e medicamentos esmagados", tendo depois "despejado a mistura alimentar na boca dos idosos às colheres".