Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Função Pública: Negociações prosseguem hoje sem perspetivas de aumentos salariais

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 set (Lusa) -- O Governo e os sindicatos da Administração Pública reúnem-se hoje no âmbito do processo de negociação coletiva anual, com as frentes sindicais a reivindicarem aumentos salariais e o Executivo a proibir qualquer subida de remunerações em 2013.

De acordo com a proposta enviada na quarta-feira pelo secretário da Administração Pública, Hélder Rosalino, às três estruturas sindicais da Função Pública, à qual a Lusa teve acesso, o Executivo prevê a manutenção da redução salarial entre os 3,5 e os 10 por cento em 2013 e a proibição de qualquer subida no rendimento.

Tendo em conta as medidas de contenção da despesa pública em curso, a proposta governamental praticamente limita-se a reafirmar os cortes que estão em vigor no setor público desde o início de 2011, mantendo assim a redução das remunerações totais ilíquidas superiores a 1500 euros, bem como dos subsídios e suplementos remuneratórios.